sábado, 1 de outubro de 2011

A História do Shiatsu



A palavra shiatsu é de origem japonesa, e significa pressão (atsu) com os dedos (shi). O shiatsu desenvolveu-se no Japão a partir antigas técnicas manipulativas chinesas introduzidas a mais de 1000 anos atrás, essas técnicas receberam inicialmente o nome de anma. Há cerca de 300 anos atrás durante a era Edo, foi exigido dos médicos japoneses que estudassem anma para que compreendessem e se familiarizassem com as estruturas do corpo humano e seu funcionamento e com canais de energia (Keiraku) e pontos (Tsubôs). O objetivo era melhorar a capacidade do médico em diagnosticar, prescrever o tratamento adequado e localizar os pontos de acupuntura.

A anma era empregada no tratamento de problemas mais simples como tensão nas costas ou outros problemas musculo-articulares de menor gravidade, e como massagem relaxante, sendo gradativamente associada ao conforto e prazer. Era praticada e ensinada a pessoas portadoras de deficiência visual devido a sua aptidão natural e a dificuldade de receberem outros tipos de instrução, chegando a ser considerada uma profissão para cegos.

Posteriormente, com a chegada de métodos ocidentais de massagem e manipulação, bem como da visão ocidental de anatomia e fisiologia e a subseqüente associação com as formas tradicionais de tratamento por alguns terapeutas, criou-se um novo método de tratamento que ficou conhecido genericamente como shiatsu. No entanto, muitos terapeutas que baseavam seu trabalho nas teorias tradicionais adotaram esta nova designação para evitarem restrições e regulamentações oficiais impostas a anma já no século XX, que obrigavam seus praticantes a se licenciarem junto aos órgãos competentes.

Em 1955 o shiatsu foi oficialmente reconhecido no Japão, mas como parte da anma, apenas em 1964 é que o shiatsu foi reconhecido como sendo um método terapêutico independente e distinto da anma e quaisquer outros métodos.

O que é o Shiatsu?

O shiatsu é uma terapia oriental de reequilíbrio físico e energético. Usualmente é definido como uma "massagem" oriental mas é muito mais do que isso. Atua através de pressões que são aplicadas em determinadas áreas e pontos do corpo humano, efetuadas, basicamente pelos polegares, dedos e palmas, prevenindo, corrigindo disfunções internas, promovendo e mantendo a saúde e tratando doenças específicas.

No shiatsu, realizam-se também alongamentos para os músculos contraídos, referente à área dos meridianos tratados, desta forma consegue-se que a energia flua mais livremente. Nesta prática de shiatsu ocorre uma transmissão de energia, através do toque e das pressões, e dessa forma, o ideal é que durante a sessão haja concentração mútua (praticante/cliente). Música relaxante, temperatura agradável e aroma suave ajudam bastante, são detalhes importantes que ajudam no relaxamento.

Com o shiatsu aprendemos a ouvir o nosso corpo, é também um meio de sentirmos o corpo e entrarmos em contato com as suas tensões e desequilíbrios e com a energia e o poder natural de cura existentes no organismo.

Despertando uma nova e mais profunda consciência do corpo, aprendemos a conhecê-lo melhor e a respeitá-lo tornando-nos mais sensíveis ao seu ritmo e necessidades.

Após uma sessão de shiatsu sentimo-nos profundamente relaxados e, ao mesmo tempo, repletos de vigor e energia. A ativação do fluxo energético cria um novo nível de consciência e incentiva ao desenvolvimento do nosso potencial nos níveis emocional e espiritual.

Ajustamentos na alimentação, forma de respirar, atividade física e atitude perante a vida podem ser muito eficazes como auxílio em qualquer tratamento.

Entre os diversos benefícios que o SHIATSU apresenta para o organismo, poderão destacar-se:

  • Terapia preventiva de doenças
  • Flexibiliza a pele
  • Melhora do sistema circulatório
  • Flexibiliza o sistema muscular
  • Ajuda à recuperação do equilíbrio do sistema ósseo
  • Facilita as funções do sistema digestivo
  • Melhora o controle do sistema endócrino
  • Regula as funções do sistema nervoso


O shiatsu baseia-se nos princípios da medicina oriental, onde a saúde é uma entre as diversas forças existentes no organismo humano. Não se preocupa em eliminar a doença diretamente, mas em normalizar a energia vital do paciente, criando, assim, condições ao organismo para eliminar a enfermidade através dos seus próprios meios, priorizando a saúde, e não a doença. A energia vital, designada de "KI" no oriente, é a energia básica da vida de todos os seres vivos, incluindo o homem.

A energia KI flui pelo corpo humano de forma regular, formando canais que são designados de "meridianos" de energia, que são a base da medicina oriental. Sendo o livre fluxo de energia pelo nosso corpo fator essencial para a saúde física, intelectual e emocional, sempre que existem perturbações nesse fluxo, que consistem em excesso e deficiência de KI em determinadas zonas do corpo, criam-se condições que afetam o nosso estado de saúde, podendo originar o que conhecemos como "doenças".

Assim, os terapeutas atuam nos meridianos visando o reequilíbrio energético, designadamente nos chamados pontos de pressão, com a designação em japonês de "TSUBOS", que são pontos que condensam a energia KI e nos permitem contatar e atuar sobre a energia dos meridianos de uma forma mais intensa.

*Tusbo contra contrações nos ombros / Tusbo contra a dor na parte superior do corpo / Tusbo para se recuperar de fadiga / Tusbo para aliviar a tensão nervosa.

Do ponto de vista científico, os TSUBOS são pontos que apresentam baixa resistência elétrica, ou seja, são bons condutores elétricos, podendo ser utilizados tanto para diagnóstico como para tratamento, refletindo o funcionamento interno do sistema corporal. Este conceito de atuação nos meridianos energéticos, designadamente através dos tsubôs, é utilizado na acupuntura que utiliza agulhas colocadas em pontos ao longo dos meridianos, na moxabustão onde se aplica calor sobre os pontos dos meridianos escolhidos e no shiatsu onde se aplica pressão sobre esses pontos e meridianos.

O traçado dos meridianos e a localização dos tsubôs são conhecidos desde tempos antiqüíssimos, tendo sido descobertos através da experiência prática e mais tarde confirmados pelas pesquisas cientificas modernas.

Os 12 meridianos (pares) do sistema básico são os seguintes:

  1. Pulmões
  2. Mestre do Coração/Pericárdio/Circulação-Sexo
  3. Coração
  4. Intestino Delgado
  5. Triplo-Aquecedor
  6. Intestino Grosso
  7. Baço-Pâncreas
  8. Fígado
  9. Rins
  10. Bexiga
  11. Vesícula Biliar 
  12. Estômago

As duas artérias (meridianos ímpares) são o Vaso-Concepção na parte anterior do corpo e o Vaso-Governador na parte posterior do corpo.


Cuidados

Esta massagem terapêutica é uma prática preventiva, capaz também de solucionar problemas físicos, emocionais e psíquicos.

Contudo, duvide da intenção dos praticantes de shiatsu ou de outro tipo de terapia que dizem ser capaz de curar quaisquer tipos de males. Tal como outros métodos, naturais ou não, o shiatsu não faz milagres, mas certamente harmoniza o fluxo energético do indivíduo e potencializa as suas defesas naturais.

A eficácia da cura depende sempre da gravidade da patologia que afeta o indivíduo e, por essa razão, não abandone tratamentos importantes sem avisar o seu médico ou outro técnico de saúde. E caso tenha acompanhamento médico saiba também que a alopatia é compatível com o shiatsu.

Raquel Frota
http://www.viveralternativo.com.br/terapia/artigo/shiatsu/

4 comentários:

  1. Quero parabenizar pelo site. Realmente é um maravilho trabalho em que se dedicam.

    Sou massoterapeuta trabalho como voluntária na Unidade I: ECOVIDA - Espaço de Compaixão Pela Vida, pertence á Associação Elisabeth Bruyère.Em Guarulhos-São Paulo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradecemos o elogio e a atenção. Muito bom saber que mais pessoas no Mundo despertaram para fazer esse trabalho com a massagem de forma ampla.

      Excluir
  2. oi, muito bom o site, gostei demais!!!
    eu gostaria de ter umas dicas sobre o shiatsu, tipo como saber que a pessoa está com excesso ou com falta???
    e qual a força aconselhada para fazer a massagem???
    desde á agradeço!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leonardo, para saber em que polo a pessoa está precisamos primeiro saber dela como ela anda se sentindo ultimamente. Com essas informações aliadas a observação da expressão corporal, forma como se comunica e como estão a pressão e temperatura corporal. Todas as informações sobre a pessoa são relevantes para a definição. Por isso, antes de realizar um tratamento com base no Shiatsu, é preciso que ela esteja com seus check ups em dia.

      O Shiatsu se caracteriza pelo toque profundo, pela elevada pressão para que se possa mover energias fortemente instaladas. É preciso um grande estado de relaxamento durante a sessão, por isso não deve ser realizado sem conhecimento da técnica, uma vez que a manipulação dessas energias de forma indevida pode prejudicar a saúde da pessoa que a recebe.

      Excluir